A FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA MULHER

O entendimento de Atenção Integral à Saúde da Mulher envolve as atuações de saúde direcionadas ao atendimento completo das necessidades prioritárias das mulheres e de ampla atenção no sistema básico de assistência à saúde.

Com a desenvolvimento nas várias áreas da saúde, inovações nas formas de promover a saúde e o bem-estar dos cidadãos estão aparecendo com maior eficácia, embasada em ênfases e menos traumática.

O profissional Fisioterapeuta tem um admirável desempenho na saúde da mulher.

Uma área de atuação em ampla extensão tanto na prática clínica quanto em pesquisas científicas, onde, por meio de estudos bem ilustrados e com a contentamento dos pacientes e da equipe multiprofissional obtidos pelos resultados evidencia a eficácia dos tratamentos.

O objetivo deste texto é evidenciar que os recursos da Fisioterapia na Saúde da Mulher servem como aliado feminino, portanto, o Fisioterapeuta munido de conhecimento teórico e prático das principais doenças pertinentes à saúde da mulher, tem condições de promover esses tratamentos.

A saúde é um direito humano básico, inscrito na Constituição brasileira, e precisa ser percebida como a consequência do processo e das relações sociais que garantem maior qualidade de vida para a sociedade.

 No Sistema Único de Saúde (SUS) diversas áreas da saúde, dentre elas a Fisioterapia na saúde da muher, vem adotando esse percurso da assistência à mulher, promovendo ações educativas, preventivas, de diagnóstico, tratamento, parto e puerpério, climatério, câncer de colo de útero e de mama entre outras.

Compreende-se a integralidade na atenção saúde da mulher como a efetivação de práticas que garantam o acesso das mulheres a ações resolutivas erguidas adotando as especificidades do ciclo de vida feminino e do conjunto em que as necessidades são geradas.

A integralidade está presente no encontro, no diálogo, no caráter do profissional que procura com sensatez conhecer, além das demandas explícitas, as necessidades dos cidadãos no que diz respeito à sua saúde.

Fisioterapia Saúde Da mulher

A inclusão do fisioterapeuta nos serviços de atenção primária à saúde não só no combate de incontinências ou de disfunções sexuais, mas na prevenção de toda uma infinidade de problemas de foro íntimo, gera satisfação e gratificação pessoal.

O atendimento em Saúde da Mulher exige do profissional uma precaução especial que excede o contorno da especificidade, passando por um olhar mais integral, com destaque na prevenção dos agravos e na promoção da saúde integral da mulher.

De acordo com a história, a atuação do fisioterapeuta é percebida como assistência no nível de atenção terciária; entretanto, sabe–se que quando inserido na atenção primária, deve ser de amplo valor para atos de promoção da saúde, prevenção de doenças e educação em saúde.

Os profissionais especializados nessa área são habilitados a desenvolver um processo de promoção à saúde e reabilitação, deve–se considerar que a intervenção não depende da atuação de somente um profissional, mas da flexibilidade dos atores sociais envolvidos.

A ATENÇÃO DA FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA MULHER

 Na Fisioterapia a capacitação do profissional para a ação preventiva e educativa é de extraordinária seriedade para a comunidade em que atua, colaborando para a melhora da qualidade de vida.

São finalidades do Fisioterapeuta para promover alterações no desempenho das mulheres de forma lenta e gradual:

  • Promover melhora da qualidade de vida para a mulher,
    • Puérpera;
    • Gestante;
    • Climatérica;
    • Estimular práticas saudáveis;
    • Elucidar mitos.

A ação da Fisioterapia na saúde da mulher permite interferir sobre diversos aspectos da função humana, desde modificações e alterações durante o ciclo de vida da mulher, da adolescência até a fase adulta, passando pelo momento gestacional, menopausa e terceira idade.

As modificações decorrentes dos hormônios acabam gerando algumas dúvidas e episódios às vezes constrangedores.

Conversas entre amigas como, por exemplo, de que fugiu alguns “pingos de xixi” sem querer na hora que exercitava exercícios físicos, uma caminhada ou até durante um espirro ou tosse.

Esse tipo de circunstância não é normal. Devido falta de orientações, e até vergonha, esses sintomas acabam agravando por não serem tratados no início.

Os tratamentos voltados à saúde da mulher atuam nas áreas de:

  • Oncologia (ginecológica e mamária);
  • Uroginecologia (Pacientes com incontinência urinária e fecal)
  • Ginecologia (disfunções sexuais, dor pélvica crônica, endometriose, climatério);
  • Obstetrícia (gestação e pós-parto);
  • Pacientes tratadas por cânceres ginecológicos (colo de útero, endométrio e ovário, mama);
  • Mulheres com disfunções sexuais, mirando à melhora da condição física, qualidade e bem-estar.

fisioterapeuta na saude da mulher

CONCLUSÃO

Por todo exposto, a especialização da intervenção da fisioterapia na saúde da mulher nasce na continuidade da cada vez maior eficácia e eficiência do fisioterapeuta.

Fica evidente a necessidade de estudos para aprimorar não só o conhecimento sobre a Saúde da Mulher, como também a agregação entre Programa Saúde da Família e a inserção do Fisioterapeuta neste programa.

Para conseguir os objetivos sugeridos, torna-se imprescindível o estímulo a educação permanente como tática na organização dos serviços de saúde, juntando todos os membros envolvidos no processo e fazendo uma proposta ética e cidadã.

O Fisioterapeuta, mediante a reformulação, foi provocado a adotar um novo papel como profissional de saúde integral, apropriado de produzir saúde nos três níveis de atenção, por meio de ações de promoção, educação e recuperação da saúde.

Hoje em dia o Fisioterapeuta opera na assistência à saúde da população com equidade e integralidade, o que pode constituir o caminho para o início das transformações no quadro social.

Para inserir–se no contexto da formação e da atenção básica, a competência do fisioterapeuta hoje vai além da boa técnica.

O Fisioterapeuta atualmente é preparado para estar sensível às necessidades e às circunstâncias de vida das famílias envolvidas e dos companheiros de trabalho e ainda que o próprio mercado de trabalho esteja variando na direção de um trabalho integrador.

Isso não significa apenas procurar equipes com profissionais de diversas áreas, integrados, balançando para uma perspectiva que atualmente está sendo chamada de interdisciplinaridade.

Deve–se ponderar que a intervenção não estar sujeito da atuação de exclusivamente um profissional, mas da flexibilidade dos membros sociais envolvidos.

Portanto, antes de começar o tratamento o paciente tem que ser avaliado minunciosamente para um diagnóstico cinesio funcional apropriado.

Procure um fisioterapeuta especialista para uma avaliação, e comece agora mesmo um programa de exercício exclusivo para o seu caso.

Caso tenha ficado qualquer outra dúvida, mande um e-mail para nós.

 

Felipe Ricardo

Felipe Ricardo

Felipe Ricardo – Apaixonado pela fisioterapia. Fisioterapeuta – CREFITO14/235419-F.
Pós-Graduado em nível de Aperfeiçoamento em Perícia Judicial certificado pela ABRAFIT, Especialista em Fisioterapia Intensiva certificado pelo ICF, Instituto Camilo Filho.
Felipe Ricardo

Últimos posts por Felipe Ricardo (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *