O PAPEL ESSENCIAL DA FISIOTERAPIA ESPORTIVA

A Fisioterapia Esportiva é um elemento da Medicina Esportiva e suas técnicas e métodos são aplicados no caso de lesões movidas pelo esporte, com a finalidade de recuperar, sanar e prevenir as lesões.

O desempenho da atividade esportiva excita múltiplos tipos de lesões do sistema musculoesquelético, diversas são as causas, como a FALTA DE PREPARAÇÃO FÍSICA e de ORIENTAÇÃO para o esporte ou ainda o DESGASTE CRÔNICO E LACERAÇÕES, decorrentes de movimentos repetitivos que afetam os tecidos suscetíveis.

A necessidade de aumentar o tempo de atuação dos atletas, o grande número de indicações terapêuticas de atividade física e o favorável acréscimo do número de pessoas que ambicionam usufruir os benefícios adquiridos pelo esporte fazem com que os aspectos preventivos necessitem ser encarados como prioridade cada vez maior pelos profissionais da área de Fisioterapia Esportiva.

Nesse sentido, o entendimento acerca da inclusão e ação do Fisioterapeuta Esportivo na equipe interdisciplinar pode colaborar para uma melhor organização de serviços e, portanto, melhor atendimento ao atleta.

Portanto, o objetivo deste texto foi chamar a atenção dos fisioterapeutas que atuam na área da reabilitação musculoesquelética, principalmente da sociedade, em relação a uma inelutável intenção da Fisioterapia nessa área de atuação e autonomia dentro da equipe interdisciplinar.

fisioterapia esportiva

A FISIOTERAPIA ESPORTIVA

A Fisioterapia Esportiva atua sobre as pessoas cujo hobby leva a pratica de esportes, sobretudo atletas, e é organizada de tal forma a atender as necessidades do paciente, abordar as carências específicas e levar em conta as demandas funcionais para o retorno ao esporte.

A Fisioterapia Esportiva é uma área da Fisioterapia de grande ênfase no cenário de Reabilitação onde estuda e trata necessidades específicas de atletas amadores ou profissionais, que buscam cuidados mais rigorosos com relação às lesões que já ocorreram.

Pode ser definida como uma ciência aplicada à prevenção e tratamento da saúde por meio de recursos físicos. Atua nas mais diferentes áreas com procedimentos, técnicas, metodologias e abordagens específicas.

O principal objetivo da Fisioterapia Esportiva é impedir sintomas e riscos decorrentes da lesão que já aconteceu, além de realizar avaliações e tratamentos para prevenir elas aconteçam novamente.

O trabalho da Fisioterapia Esportiva torna-se bastante dessemelhante dos outros, pois possui importante papel não só no processo de tratamento e reabilitação do atleta, mas ainda na implementação de medidas de maneira preventivo, a fim de tornar mínimo o episódio de lesões

O tratamento preventivo é descrito e alcançado de caráter ativo com base no levantamento dos fatores de risco dessas lesões. Com uma competência de agir com eficiência em um tipo definitivo de ocasião, capacidade que se apoia em informações, mas não se reduz a eles.

É fato que, atletas estão muito mais expostos à sobrecarga muscular e óssea, suas lesões necessitam de cuidados mais intensos e específicos do que as lesões de pessoas comuns, que não toleram essa mesma quantidade de carga de treino.

A fisioterapia esportiva certamente configura uma das mais promissórias áreas de atuação do profissional fisioterapeuta na atualidade.

É avisado que o Fisioterapeuta que atua pela área de reabilitação esportiva estará de maneira inevitável sujeito a diversas e constantes pressões e cobranças em termos dos resultados de seu trabalho mediante um retorno funcional e no tempo possível do atleta à sua prática esportiva

terapia fisioterapêutica esportiva

LESÕES COMUNS NO ESPORTE

As lesões mais comuns na prática esportiva são:

  • Entorse;
  • Contusões;
  • Luxações
  • Fraturas;
  • Distensões;
  • Cãibras;
  • Tendinites;
  • Lesões traumáticas dos membros inferiores, superiores e da coluna;
  • Reabilitação pré e pós cirúrgica;
  • Recuperação após a colocação de próteses;
  • Lesões músculo-tendinosas como exemplos:
  1. Tendinites;
  2. Tenossinovites;
  3. Tendinopatias;
  4. Raquialgias;

Importante destacar que, todas essas lesões podem ser em decorrência de traumas ou trabalho excessivo da musculatura, conprometendo expressivamente os músculos, tendões e estruturas ósseas na região acometida.

Em toda lesão, acontecem episódios fisiológicos característicos em resposta ao traumatismo. Pertence ao fisioterapeuta diminuir a gravidade desses efeitos fisiológicos, tornar ótimo o tempo de cicatrização e restabelecer o atleta à competição o mais cedo possível sem afetar seu bem-estar.

fisioterapia no esporte

OBJETIVOS DA FISIOTERAPIA ESPORTIVA

Os objetivos da reabilitação de um tratamento fisioterapêutico são:

  • Suprimir a dor;
  • Diminuição da resposta inflamatória ao traumatismo;
  • Diminuição do derrame;
  • Readquirir a flexibilidade, a força muscular e o equilíbrio da área lesada;
  • Atingir treinamento proprioceptivo, para ganho de segurança, confiança, força, agilidade e coordenação;
  • Regressar o paciente à sua prática esportiva o mais rápido possível e com segurança, dentro dos alcances fisiológicos e clínicos pós lesão;
  • Tolerar a prática de atividade física sem sintomas e riscos
  • Conservar/promover a qualidade de vida e a qualidade do sistema musculoesquelético nas afecções degenerativas naturais do envelhecimento;
  • Reintegração no treino.

CONCLUSÃO

É de ampla importância que o profissional que escolheu esta especialidade da Fisioterapia tenha uma ampla expertise, não exclusivamente das lesões características a pratica esportiva, mais também da dinâmica e cinesiologia do esporte.

Todo programa de fisioterapia necessita ser individualizado; não existe um programa de reabilitação do tipo “bolo de receitas” para todas as lesões e que possa ser seguido para cada um dos atletas.

É preciso o programa de fisioterapia ser organizado de forma a acolher as precisões do atleta, abordar as carências particulares e a levar em conta as demandas funcionais especiais de cada um.

O fisioterapeuta deve estar atualizado para usar as mais diversas técnicas e métodos na prevenção e tratamento. Vale destacar que, sempre com o acertado raciocínio clínico para a boa escolha desses procedimentos. De tal modo que, poderá recuperar mais ligeiramente o paciente/atleta.

Felipe Ricardo

Felipe Ricardo

Felipe Ricardo – Apaixonado pela fisioterapia. Fisioterapeuta – CREFITO14/235419-F.
Pós-Graduado em nível de Aperfeiçoamento em Perícia Judicial certificado pela ABRAFIT, Especialista em Fisioterapia Intensiva certificado pelo ICF, Instituto Camilo Filho.
Felipe Ricardo

Últimos posts por Felipe Ricardo (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *